Nela, Tudo solto

Por Thalita Monte Santo 
 

E ela se sentia livre! Era nítido, dava pra ver.
Seu semblante esbanjava leveza e alegria,
mas o que com ela acontecera ninguém sabia.

Seu sorriso aberto e largo se fazia mar e
forte afogava a solidão.
Tudo nela estava solto,
voz, alma, pele, cabelo e coração.

Ao certo, ninguém sabe de onde surgiu tanta liberdade e
vontade de viver.
Ela virou a cabeça, virou o mundo
e poesia passou a ser.

Lavou a alma de toda a tristeza e viuvez.
Não estava em sintonia com ninguém,
era feita apenas do seu sim mais uma vez.

Já não amarrava mais os cachos e os pés preferiam
estar descalços do que presos aos chinelos.
Determinada e corajosa, com o céu fez novos elos.

Descobriu no amor próprio o seu mais novo abrigo.
Ela agora está em paz,
Vivendo o amor que só o verdadeiro EU nos traz.

Anúncios

Sobre Thalita Monte Santo

Jornalista, fotógrafa e escritora.

  1. Bruna

    Eu simplesmente amo esse poema<3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: