Dona Luiza

Só a avistei de longe, mas foi o bastante para ver que está bem. Seguíamos em sentidos paralelos e acho que ela não me reconheceu. O horário apertado não permitiu que eu fosse até lá cumprimentá-la, mas a culpa também é minha por estar sempre atrasada.

Dona Luíza continua do mesmo jeito, talvez com um semblante mais abatido e cansado por conta da idade. Mas ao vê-la, milhares de cenas passaram em minha cabeça.

Ela cuidava dos meus irmãos e de mim, quando éramos pequenos. Fazia os melhores bolinhos de chuva do mundo e penteava nosso cabelo de lado. Lembro-me dos seus olhos fundos e esverdeados. Da sua pele grossa de rugas desenhadas pelo tempo na mais perfeita harmonia. E de seus cabelos grisalhos e ondulados que pareciam algodões de cerrado.

Toda vez que me abraçava e me beijava, para se despedir, sentia seu cheiro de sabão artesanal. Era calma e serena, me dizia para não chorar quando minha mãe brigava comigo. Por muitas vezes fui malcriada, mas ela, ao invés de se entristecer, me dava carinho.

Adorava quando vinha até minha casa nas manhãs de sábado e carregava-nos para a chácara onde ela era caseira com seu marido, Sr.Araujo. Passávamos o dia todo brincado na terra e no balanço que ela mesma fez para os netos brincarem.

De tarde fazia café e contava histórias, porque na sua casa não tinha televisão. Não me importava, ouvia todas com muita atenção. Ao anoitecer, meu pai ia nos buscar e só a veríamos novamente na segunda.

Ela não sabia ler e nem escrever, mas gostava de desenhar e me ensinou a fazer flores de papel. Toda vez que encontrava algum brinquedo meu quebrado, ia lá e dava um jeito de concertar e sempre me dizia: “Thalita, tantas crianças nesse mundo queriam ter uma boneca dessas e você ai nem cuida das suas com carinho? Quando eu era criança a única boneca que eu tive, foi uma feita por mim com palha de milho. Tome mais cuidado com as coisas que seu pai soa para lhe dar.” E assim ela conseguia me fazer refletir por coisas que eu ainda não entendia.

Anúncios

Sobre Thalita Monte Santo

Jornalista, fotógrafa e escritora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: